Jeep ocupa espaço da Guaraviton na estreia do Flamengo na Copinha

Ainda sem alternativa para substituir a Vitton 44, que deixa as costas e as mangas da camisa do Flamengo em 2016, a diretoria rubro-negra decidiu oferecer uma cortesia a um atual parceiro. A Jeep ocupa o espaço da Guaraviton na estreia do time sub-20 em São Paulo, contra o RB Brasil. A mudança coloca a fabricante de automóveis, que paga atualmente R$ 4,5 milhões pela barra do uniforme rubro-negro, com maior exposição na camisa. O clube e a Jeep ainda negociam uma possível ampliação de contrato.

Com a renovação com a Caixa Econômica Federal praticamente acertada por mais R$ 25 milhões em 2016, o Flamengo tenta atrair novas empresas para ocupar o uniforme. Com a crise econômica no país inibindo investimentos, a previsão da diretoria do Flamengo é de perda de receita de R$ 3 milhões em relação ao que os patrocinadores pagavam ano passado. Segundo orçamento de 2016, aprovado no fim do ano passado, as costas cairiam de R$ 11 milhões para R$ 9 milhões, enquanto as mangas sairiam de R$ 9 milhões para R$ 8 milhões.

A diretoria rubro-negra mostra otimismo em ter novos parceiros para a camisa. Mesmo se a Jeep não quiser ocupa o espaço – nem que seja pagando um pouco menos que os R$ 20 milhões da fabricante de guaraná -, o departamento de marketing confia em outra solução para que o Flamengo tenha a “camisa cheia” para a próxima temporada.

Fonte: Globo Esporte