Flamengo exige garantias em São Januário, mas Vasco, Ferj e PM afirmam estar tudo certo

Um empecilho até então inesperado coloca em risco a realização do clássico entre Vasco x Flamengo, neste domingo, em São Januário. Preocupado com a segurança dos torcedores, o Ministério Público do Estado do Rio (MP-RJ) notificou a Federação de Futebol do Rio (Ferj) para que tudo seja realizado dentro das normas. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal “Extra”.

Em 2011, o então presidente do Vasco, Roberto Dinamite, assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC). No documento, o então mandatário se comprometia a atender uma série de exigências para a realização de clássicos em São Januário.

De acordo com o TAC, o clube mandante – Vasco –, precisa notificar o rival – no caso o Flamengo –, com até 48 horas de antecedência (17h de hoje) sobre as condições do jogo, incluindo normas de segurança. O Rubro-Negro, porém, alega ainda não ter sido procurado pelo Cruz-Maltino. O presidente Eduardo Bandeira de Mello conversou com a imprensa nesta quinta-feira, na Gávea, e se mostrou preocupado. O mandatário evitou falar abertamente sobre a possibilidade do time não ir a campo, mas deixou claro que só vai dar o aval para a partida se receber garantias das autoridades de segurança.

– Como o Flamengo não foi notificado, nós fizemos um ofício para tentar entender se o TAC está sendo atendido. Caso não esteja, não gostaríamos de descumprir nenhuma decisão judicial, nem de embarcar numa aventura que possa levar algum tipo de risco aos torcedores. Gostaria que as autoridades de segurança do Rio me garantissem que não existe nenhum tipo de risco para a nossa torcida, moradores, jogadores, até agora não tive – disse.

O LANCE! também ouviu a Ferj. A entidade disse que o clássico está garantido e “não vê motivo para a não realização da partida”.

O Vasco, por sua vez, se mostrou surpreso com a possibilidade da não realização do jogo. Em contato com o LANCE!, o vice-presidente de obras e engenharia do Cruz-Maltino, André Luiz Vieira, afirmou que o clube não foi notificado por qualquer órgão público e que o estádio atende a todas as necessidades impostas para a realização de um jogo deste porte.

– Desconheço esta possibilidade (de São Januário não receber o clássico). São Januário está pronto para receber qualquer jogo. O esquema do Gepe deve ser o mesmo da partida contra o Corinthians, no fim do ano passado. Temos todos os laudos necessários para a realização do jogo – disse André Luiz.

Os laudos citados por André Luiz Vieira são as autorizações dos Bombeiros, Polícia Militar, Engenharia e Vigilância. Desde que reassumiu a presidência do clube, no início de 2015, Eurico Miranda demonstrou essa intenção de receber clássicos em São Januário.

O Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) também trabalha com a ideia de que o clássico está mantido.

– No que diz respeito à Polícia Militar, as exigências que constaram foram sanadas desde que fizemos o laudo liberando o estádio para receber jogos, inclusives clássicos (com 10% da carga para visitantes). Trabalhamos com a situação de que vai ter jogo, pois é o que está marcado. Se tiver alguma mudança, somente a Federação (Ferj) poderá dizer – disse o Major Silvio Luiz, ao Lance!.

Fonte: Lance