Guerrero fala pela primeira vez no ano e elogia preparação do Fla para 2016

Acabou o silêncio. Artilheiro do Flamengo na temporada com três gols em quatro jogos (sendo dois oficiais), Guerrero ainda não havia falado em 2016, nem mesmo via mídias oficiais do clube. De 32 anos completos no dia 1º de janeiro, ele soma sete gols em 22 partidas com a camisa rubro-negra.

– Boa tarde para todos. Voltei com gols contra Atlético-MG, na pré-temporada fiz um trabalho melhor que no ano passado. Comecei bem, tive dengue quando estava no Corinthians, tive que parar um pouco e fui para seleção. Acabei caindo. Esse ano é muito diferente. Flamengo se desenvolveu muito bem com a tecnologia, o que é muito importante. Acho que a preparação comigo e companheiros melhorou muito. Isso que está se vendo no desempenho do time. Estamos correndo mais e ainda estamos nos entrosando – disse.

Confira outros tópicos da entrevista:

Sem preocupação com cobranças

Para questionamentos da torcida e da imprensa eu não ligo. Tento fazer meu melhor, trabalhar concentrado, focado. Todo atleta tem que se focar e fazer o melhor de si, se preparar bem. Cheguei aqui, me preparei o melhor possível. Quero começar o ano bem e acabar bem.

Como avalia o trabalho de Muricy

Nunca tinha trabalhado com ele antes, mas já tinha ouvido que é um professor que gosta muito de trabalho, não gosta de brincadeira. Todo mundo já sabia como ia ser neste ano e por isso a gente está no caminho certo.

Lesão ligamentar no tornozelo direito (sofrida contra o Vasco, na Copa do Brasil)

Agora estou livre de lesão, fui bem na pré-temporada. De vez em quando faço um pouco de reforço, mas a preparação foi muito importante.

Flamengo briga por títulos?

Lógico, é time grande e tem que brigar pelo título. Flamengo não pode pensar em ser terceiro, quarto, quinto.

Silêncio

Sempre quando estava no Corinthians não era assim de dar entrevistas todo dia. Na semana passada, soube que ia dar entrevista hoje.

Jejum

Pode não ser tão longo, mas já passei por fases. Sou um jogador que se cobra muito e é muito difícil.

Chegada dos gringos Mancuello e Cuéllar

A chegada de estrangeiros vai crescer mais, não só no Flamengo. Meus companheiros estão se adaptando bem, estão falando melhor português. Esse entrosamento está sendo muito rápido.

Na ponta dos cascos

Estou 100% sim, fiz uma preparação boa na pré-temporada. Agora fazemos trabalhos de reforços e estou me sentindo muito bem.

Ausência do Maracanã e fato de ter que jogar em campos ruins

Meus companheiros e torcida querem ver o Mengão jogar no Maracanã, mas o jogador está sempre à disposição de jogar em qualquer campo. Temos que nos desenvolver em qualquer campo. É difícil, temos que nos adaptar.

Elogios à defesa, tão criticada em 2016

Acho que o lado defensivo vem jogando bem, logicamente que têm dois jogadores novos. Rodinei. Todo time tem erros, mas é começo de temporada. Vamos nos entrosar melhor, e o professor Muricy está pegando bem forte, o que é normal.

Fonte: Globo Esporte