Cuéllar se encanta com o Flamengo e diz: “A torcida é impressionante”

Em seu segundo jogo pelo Flamengo, Cuéllar se desentendeu com Marcos Junior, do Fluminense, e foi expulso. Mas após a lição aprendida, o episódio é passado e ficam os bons momentos vividos em pouco tempo de clube. O colombiano não se cansa de elogiar clube, torcida e cidade, sem esconder também a esperança de fincar raízes no primeiro clube que defende fora da sua Colômbia natal.

– Sabia que o Flamengo era um dos maiores clubes do mundo, mas me surpreendeu a acolhida dos torcedores por onde vamos. Nunca tinha vivido nada parecido na Colômbia. Vivo um sonho muito bonito aqui e espero crescer com bom rendimento – disse.

Mesmo com pouco tempo de clube, Cuéllar não demorou a viver uma intensa relação com a torcida. Seja nas viagens da equipe ou, principalmente, nas redes sociais, meio pelo qual reproduz músicas da arquibancada e termos usados pelos flamenguistas. O volante de 23 anos mostrar estar vivendo intensamente cada momento.

– A torcida é impressionante. Tive uma acolhida importante, e espero seguir assim para ajudar o rendimento da equipe. Esse carinho dos torcedores é muito bom. O Rio de Janeiro também é muito acolhedor. Tem muito trânsito, mas estou me acostumando. Estou feliz aqui e espero ficar por muitos anos.

Embora não tenha demorado a conquistar a vaga de titular do Flamengo, no lugar de Márcio Araújo, Cuéllar admite que ainda vive um período de adaptação ao futebol brasileiro. No entanto, mostrou-se confiante em rapidamente superar as adversidades.

– A primeira partida (contra o América-MG, pela Primeira Liga) não foi fácil. Senti a parte física no fim e depois peguei o timing. O futebol aqui é mais rápido e técnico, e isso torna difícil recuperar bolas. O terceiro jogo (contra o Resende) foi bem melhor. Ainda não estou 100%, mas espero que isso ocorra o mais rápido possível. O grupo me deu confiança para jogar. Sou agressivo na marcação e bom nos passes. Quero seguir assim – destacou o colombiano.

Fonte: Globo Esporte