Maior ladrão de bolas do Fla, Márcio Araújo renasce em meio à crise

Dos jogadores mais utilizados pelo Flamengo desde 2014 e na mesma proporção contestado por boa parte da torcida, Márcio Araújo viveu seu maior período de ausência do time até ser escalado contra o Grêmio (0x1), em 22 de maio. Foram 53 dias (sete jogos) fora de ação, não por lesão, mas por opção técnica. Voltou diante do Tricolor Gaúcho e, tanto na arena gremista quanto nas duas partidas seguintes, saiu de campo como líder em roubadas de bola. Com a consistência defensiva reforçada por Márcio, o Rubro-Negro encara o Vitória, nesta quinta-feira, às 21h, em Volta Redonda, podendo entrar no G-4. Para isso, basta vencer.

Apesar de sofrer resistência das arquibancadas, Márcio é exaltado frequentemente por seus companheiros pela aplicação tática, não apenas por ocupar espaços à frente da defesa mas também pela rapidez que imprime na saída de bola.

Liderou o quesito roubadas de bola contra Grêmio, Chapecoense e Ponte Preta, com cinco, três e três nos respectivos duelos. No desarmes – em que o atleta bloqueia o rival mas não fica com a posse – os números são menos expressivos. Explica-se: Márcio não é homem de rachar, mas sim de surpreender o adversário com sua velocidade. Nos três confrontos, errou apenas dois passes e foi o que mais acertou contra o Tricolor Gaúcho (51) e diante da Ponte (34).

Márcio formou dupla de volantes com Cuéllar, contra o Grêmio; e Willian Arão, diante de Chapecoense e Ponte Preta. A última parceria se mantém nesta quinta. Enquanto o colombiano combate mais e parte para as divididas, Márcio flutua e rouba bolas na surpresa, geralmente correndo por trás do adversário. Esse estilo, aliás, o acompanha desde os tempos de Atlético-MG e Palmeiras.

A novidade rubro-negra é Mancuello, após barração que o tirou dos últimos três jogos. A entrada dele, na visão de Zé Ricardo, dá poder de fogo ao Flamengo, principalmente contra um adversário que irá a Volta Redonda prioritariamente para se defender. Além de encostar nos atacantes, Mancu é especialista em cobranças de falta, tanto em tiros diretos quanto em levantamentos na área.

Fonte: Globo Esporte