Livre no Mercado, Marcelo Moreno sonha em voltar ao Flamengo

Constante alvo de clubes brasileiros, Marcelo Moreno está livre no mercado após duas temporadas defendendo o Changchun Yatai-CHI. Depois de marcar 13 gols e ajudar a equipe a escapar do rebaixamento na Liga Chinesa, o boliviano aguarda uma definição do seu futuro enquanto passa férias em Porto Alegre.

“Estou no meu melhor momento profissionalmente. A China me fez ver um futebol e uma vida diferente dentro e fora de campo. Morar aqui me deu a chance de ver as coisas de outra forma. É um momento que quero aproveitar”, disse o atacante, ao ESPN.com.br.

Depois de ser emprestado ao Cruzeiro e vencer o Campeonato Brasileiro sob comando do técnico Marcelo Oliveira, em 2014, ele foi defender o time chinês.

“Eu consegui fazer duas ótimas temporadas. No início tem aquela turbulência pelo fato de ser tudo novo e isso te traz um novo desafio. Você a cada dia se cobra mais e ser mais profissional para dar seu melhor. Depois que me foquei mais as coisas evoluíram”.

O maior problema logo que chegou ao país foi com a comunicação com os habitantes locais e fazer as coisas mais cotidianas.

“No início era muito mímica, que era minha melhor amiga (risos). Toda hora falando com tradutor e tentando se fazer entender”.

“China é totalmente diferente, outra cultura e nos surpreendemos com muita coisa. Como os jogadores e comportam com as situações da vida e do futebol. O idioma é difícil e isso só complica as coisas. Depois, você ganha a confiança deles e vai se soltando”.

Além do Brasil, Moreno já jogou na Ucrânia, Inglaterra e Alemanha. Porém, em nenhum deles o atleta acredita ter visto tantas situações diferentes.

“Eu morei em vários países, mas esse foi o mais difícil, com certeza. A minha cidade tem 8 milhões, para o Brasil é gigante, mas lá não. Muitas pessoas não falam inglês, por isso fica mais difícil se comunicar. Com o tempo peguei umas coisas e fui sendo ajudado pelos habitantes”.

O boliviano diz ter algumas propostas, mas ainda não definiu seu futuro para a próxima temporada.

“Meu contrato vai até 31 de dezembro e o clube quer renovar comigo. Ainda estou pensando nisso, tenho sondagens de times da China, Brasil e Europa. Quero ver o que é mais concreto eu tomarei uma decisão. Não posso errar porque é um lugar que farei muitos gols com certeza”.

“Eu devo definir isso até o final do ano. Quando o mercado esquentar mais, o Brasileiro irá terminar e ficará mais forte em negociações”.

Ele também não descarta um retorno aos times que atuou no Brasil, como Cruzeiro Vitória, Flamengo e Grêmio.

“Eu sempre fui muito bem recebido em todos os clubes que joguei. Por onde passei consegui grandes coisas e tenho carinho por eles. Se tiver uma proposta eu vou pensar com esse sentimento que temos pelo clube que joguei”.

TRISTEZA NO FLAMENGO

Entre todas as equipes que defendeu no futebol brasileiro, Marcelo Moreno revela que ficou chateado com sua passagem pela Gávea, em 2013.

“Tem situações que precisamos tomar algumas decisões. Eu gostaria de estar 100% quando fui ao Flamengo. Não estava no meu melhor momento porque estava três meses afastado no Grêmio depois de problemas com o Luxemburgo. Era um time que queria muito mostrar meu trabalho e que infelizmente não consegui. Tive muito pouco tempo de preparação”.

O centroavante perdeu espaço para Hernane Brocador, fez 21 partidas e marcou cinco gols com a camisa rubro-negra.

“Mesmo assim, consegui uma Copa do Brasil, mas individualmente não consegui mostrar meu futebol. Seria essa uma coisa que me dói muito. Sempre tive apoio do torcedor flamenguista e queria retribuir mais dentro de campo. Não foi o momento certo, mas tentei de tudo para estar bem. Isso pesa, porque queria dar alegria o torcedor flamenguista como dei nos outros times que passei”.

Fonte: ESPN